Início Editorias Política Banco do Empresário Empreendedor deverá ser criado em Sorriso

Banco do Empresário Empreendedor deverá ser criado em Sorriso

0
Compartilhar

Indicação apresentada pelo vereador Damiani na TV (PSC), trata da necessidade de criação do Banco do Empresário Empreendedor em Sorriso/MT. Será uma agência municipal de crédito, modelo já existente em várias cidades brasileira.

A modalidade de crédito equipamento que estabelece a oferta de linhas de créditos para o fomento ao empreendedorismo e disponibiliza subsídio financeiro e capacitação técnica, através de parceria com o Sebrae, para que pequenos empresários possam garantir a abertura de empresas.

Segundo o parlamentar, tais empresários representam atualmente mais de 50% do PIB brasileiro, e não conseguem créditos em instituições de fomento tradicionais, haja vista não terem patrimônio em garantia suficientes para a contratação.

O objetivo da criação do banco é de apoiar e incentivar os pequenos negócios enfatiza Damiani, pois irá oferecer os empréstimos de forma ágil e acessível, além de baixas taxas de juros ao micro empreendedor individual (MEI), como também aos micro e pequenos empresários.

O público alvo são pequenos empreendedores que desejem ingressar no mercado ou àqueles que já possuem micro empresas e tenham necessidade de investimentos para incrementar seu negócio. Além da concessão de crédito, a Agência prevê a qualificação dos empreendedores, através de parceria com o Sebrae, possibilitando que os empresários  tenham uma visão ampla do seu negócio e de aspectos que garantam a sustentabilidade da empresa. Outro critério a ser explorado, pela consultoria ofertada pela entidade, é a formalização dos empreendimentos.

O programa de desenvolvimento municipal é para quem tem um pequeno negócio, enfatiza Damiani – “ exemplo de uma proprietária de um salão de beleza que deseja ampliar ou simplesmente comprar uma cadeira nova. Também ajudará aquele pedreiro que trabalha de forma autônoma e que não possui uma betoneira, contudo terá condições facilitadas para financiar”, conclui.

Damiani também não concorda com os altos juros que as demais instituições financeiras cobram de um empresário no momento de um empréstimo – “ não podemos aceitar as cobranças abusivas de juros em um empréstimo bancário. Os banqueiros se quer conhecem nossa cidade e levam daqui todo o dinheiro que poderá ficar no nosso comércio. O que queremos é que o trabalho árduo do pequeno empresário não se torne apenas juros para bancar lucros de bancários”, finaliza.

Importante destacar, é o fato de que o Superintendente do SEBRAE/MT, Sr. José Guilherme, se comprometeu em  trabalhar no desenvolvimento do projeto do Banco do Empresário Empreendedor.
A indicação foi encaminhada para o poder executivo, e o prefeito Ari Lafin  deverá apreciar e dar uma resposta positiva para a Casa de Leis e para toda a população interessada.

MTnoticias.net com assessoria

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here