Início Cidades Curtume e fábrica de produtos a partir do couro de peixe poderá...

Curtume e fábrica de produtos a partir do couro de peixe poderá se instalar em Sorriso

3
Compartilhar

A Adminstração Municipal vem trabalhando para trazer novas indústrias para Sorriso. Líder também na produção de peixe, o município está prestes a investir no segmento de fabricação de acessórios a partir do beneficiamento do couro de peixe. Para isso, está abrindo as portas para a estilista e empresária Lôzia Filip, proprietária da empresa By Filip, do Rio de Janeiro, que pretende investir em Sorriso. A marca By Filip fabrica acessórios, como sapatos e bolsas, feitos a partir do couro de boi e de couros de peixes exóticos, como Pirarucu, entre outros. Foi a única empresa brasileira a desfilar seus produtos em Milão.

Na terça-feira (28), piscicultores de Sorriso participaram de uma palestra com a estilista, que esteve em Sorriso para expor seus produtos. A intenção da empresária é instalar aqui um curtume e, mais tarde uma unidade da fábrica de bolsas, calçados e acessórios. O empreendimento deverá gerar mais de 100 empregos diretos.

“Eu preciso de matéria-prima para o meu produto. Por isso, pretendo trazer o curtume para Sorriso porque eu comprando essas peles dos frigoríficos, agrega valor ao produto dos piscicultores locais, já que barateia o custo da alimentação do peixe. A logística também fica melhor, além da sustentabilidade. O município está abrindo as portas para mim e com o apoio do Sebrae pretendo fazer parceria com os piscicultores.  É um segmento a mais para quem produz e um produto muito bem aceito no mercado exterior. Hoje os produtos em couro de peixe são caros, porém, dentro do Estado maior produtor conseguiremos fazer coisas internas e levar para o mercado externo a um custo menor “, explicou.

O Sebrae-MT desenvolve há 10 anos um projeto de apoio a piscicultura e segundo o superintendente estadual, José Guilherme Barbosa Ribeiro, é um segmento empresarial altamente sustentável. “Mato Grosso assume hoje a liderança de produção de peixe em cativeiro no Brasil e Sorriso também lidera nesse segmento, sendo considerado ideal para o investimento, por vários fatores peculiares”, destacou.

Segundo o secretário de Indústria e Comércio, Rafael Reis, a viabilidade deste empreendimento já está sendo estudada pela Administração. “Entendemos que essa é uma oportunidade que vem somar à cadeia de piscicultura que só cresce em Sorriso. Estamos colocando o município à disposição para que a empresa possa aqui se instalar. O couro de peixe hoje é considerado um subproduto dos frigoríficos, e com essa ideia agregará valor, tornando-se um co-produto”, finalizou.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

3 COMENTÁRIOS

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here