Início Geral Ex-governador e ex-deputado devem depor na CPI da Copa na ALMT

Ex-governador e ex-deputado devem depor na CPI da Copa na ALMT

0
Compartilhar

O ex-deputado estadual, José Riva, e o ex-governador, Silval Barbosa, deverão depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) nos dias 5 de maio e 2 de junho, respectivamente. Os dois deverão ser ouvidos como testemunhas, segundo a ALMT. De acordo com a assessoria de imprensa do legislativo mato-grossense, as datas estão confirmadas e os dois depoentes já foram notificados. A CPI apura supostas irregularidades na execução dos projetos para a Copa do Mundo em Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana.

 

No dia 28 de abril, às 9h, deverão depor o superintendente regional da Caixa Econômica Federal no estado, Carlos Roberto Pereira, que deverá ser questionado sobre o pagamento das medições, sendo que as obras não estavam a contento, e o auditor do estado, Marcelo Zavan, que trabalhou na elaboração do relatório de auditoria da Controladoria Geral da Estado (CGE). Ambos serão ouvidos no auditório Milton Figueiredo.

 

No dia seguinte, a partir das 14h, deverão ser ouvidos o gerente filial da Gerência Executiva do governo, Manoel Pereira dos Santos, e o professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Luiz Miguel de Miranda.

 

Na última quarta-feira (22), o diretor e sócio da Planserv, uma das empresas que compõem o consórcio contratado pela extinta Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) para fiscalizar as obras executadas para a Copa do Mundo na Grande Cuiaba, Valter Boulos, prestou depoimento.

 

Segundo ele, a gerenciadora fez vários relatórios apontando problemas e atrasos e cobrando que esses fossem sanados. Segundo o representante, não foram cobrados pelos meses em que as obras ficaram paradas, mas que o governo ainda deve mais de R$ 5 milhões à empresa.

 

Fonte: G1-MT/Foto: Marcos Negrini/Secom-MT

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here