Governo lança projeto de microcrédito para feirantes de Mato Grosso

Governo lança projeto de microcrédito para feirantes de Mato Grosso

0

Uma linha de microcrédito especifica para feirantes de rua, com juros baixos e facilidades de pagamento, foi lançada pelo governo do Estado nesta segunda-feira (24.10) durante uma solenidade no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. O projeto “Fazendo a Feira” atingirá inicialmente pequenos produtores de Cuiabá e Várzea Grande e a expectativa é que, o mais brevemente possível, possa ser estendido para todos os municípios do estado. O limite de crédito será de R$ 3 mil, com taxas de juros de 0,54%, com prazo de até 24 meses para quitação e três meses de carência pra iniciar o pagamento do empréstimo.

Poderão ser beneficiadas pessoas físicas ou jurídicas que tenham pelo menos seis meses na atividade de feirante e estejam cadastradas na Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico do seu município e não tenham restrições cadastrais. A criação da linha de crédito é uma parceria entre a agência MT Fomento, Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf-MT) e prefeituras municipais.

O financiamento de até R$ 3 mil será utilizado para aquisição de barraca padronizada, melhora da estrutura de trabalho, uniforme e capital de giro, dependendo da necessidade de cada microempreendedor. Durante o lançamento do projeto “Fazendo a Feira” foi apresentada aos presentes a estrutura da barraca desenvolvida pelos técnicos da Seaf, com um design arrojado e moderno que permitirá um aumento de qualidade ao trabalho do feirante e um bom atendimento ao cliente.

Serão disponibilizados R$ 3,6 milhões para o financiamento, que atenderá inicialmente 1.440 feirantes, com recursos de fundos estaduais, vindos da própria agência MT Fomento, da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas) e do Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Fundeic), da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

O projeto faz parte de um grande programa de valorização da agricultura familiar, com objetivo de atrair investimentos e ajudar aqueles que mais precisam, destacou o governador Pedro Taques. “Com esse financiamento, o feirante poderá melhorar o atendimento ao cidadão. Nós importamos R$ 1 bilhão por ano de hortifrutigranjeiro e a ideia é que possamos fomentar esse comércio, não só o mercado institucional, que é o caso da merenda escolar, a alimentação para os estabelecimentos penitenciários e para os batalhões da polícia, mas também aumentar o comércio das feiras privadas”.

O presidente da MT Fomento, Mário Milton Ferreira Mendes, explicou que o governador pediu que a agência criasse uma linha de crédito que atendesse os feirantes de feiras livres de Cuiabá e Várzea Grande, no primeiro momento, com a perspectiva de se expandir para todo o estado. “A taxa será atrativa, bem menor do que a praticada no mercado e nos bancos. Nós também estaremos com uma equipe itinerante que vai até as feiras para realizar o trabalho de cadastramento e de preparação do projeto para a liberação do crédito. Neste primeiro mapeamento que fizemos serão abrangidas entre 70 e 80 feiras livres”.

A melhoria da estrutura de trabalho era uma solicitação antiga dos feirantes e consumidores, destacou o secretário de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes. “O programa dá condições para que o feirante possa adquirir a sua banca, com qualidade e segurança para exposição dos produtos e com condições sanitárias mínimas para poder ter ótimos negócios, lucrar com a feira de rua”, disse Suelme. Ele explicou também que os consumidores terão espaço mais adequado, já que é uma cultura forte do mato-grossense frequentar feiras de rua. “Este foi um compromisso assumido pelo governador na campanha eleitoral e passamos 2 anos para construir esse projeto. Nosso sonho é que todas as feiras do estado possam ter um novo ambiente de funcionamento e o ‘Fazendo a Feira’ seja um marco na história dos feirantes de Mato Grosso”, completou o secretário.

Muito emocionada e agradecida, Maria do Carmo Aguiar, presidente da Associação dos Feirantes do Cristo Rei, de Várzea Grande, espaço que conta com 32 barracas, afirmou que os feirantes daquela região vão se enquadrar no programa. “É um projeto maravilhoso, que incentiva as pessoas que queiram vir trabalhar conosco, mas não têm o recurso para dar o pontapé inicial para adquirir as barracas e materiais necessários. Nós atendemos toda a comunidade e é muito gratificante esse apoio que o governdor vem nos dar, porque poderemos trazer melhorias para o espaço e para os feirantes e suas famílias”.

O lançamento do projeto “Fazendo a Feira” aconteceu no Salão Cloves Vetoratto, no Palácio Paiaguás, com a presença do governador Pedro Taques, presidente do MT Fomento, Mário Milton Ferreira Mendes, secretário de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes, deputados estaduais, representantes de associações de feirantes e autoridades municipais.

Compartilhar

Deixe um Comentário