Início Cidades Mato Grosso Índios são enganados e compram caminhonete roubada por quadrilha em Cuiabá

Índios são enganados e compram caminhonete roubada por quadrilha em Cuiabá

2
Compartilhar
Dois irmãos e um adolescente foram detidos pela Polícia Judiciária Civil por roubo de caminhonetes, na noite de quarta-feira (19.08), no município de Barra do Bugres (168 km a Médio Norte. As investigações são da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva) que apoio das Delegacias de Barra do Bugres (168 km a Médio Norte) e Jangada (80 km ao Norte), na recuperação de uma caminhonete branca Amarok.
Os irmãos, Gielson Almeida Reis, 23, e Gilberto Almeida Reis, 33, foram autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento falso, e posse irregular de munição. Já o menor L.C.S. de 17 anos, foi ouvido e liberado.
O veículo estava em poder de cinco índios da etnia Enawene-Nawe, que seguiam viagem para o município de Juina (735 km a Noroeste), cidade sede da Aldeia.  A caminhonete Amarok 4×4 branca com registro de roubo, já estava com a placa clonada e documento falsificado, quando foi interceptada pelas equipes de policiais civis, nas proximidades da cidade de Barra do Bugres, com cinco indígenas.
Durante a abordagem foi constatado que eles haviam sido enganados, pois não tinham conhecimento que se tratava de um veiculo roubado. Diante dos fatos, os indígenas foram levados à Derrfva, em Cuiabá, juntamente com a caminhonete.
O Procurador Federal foi acionado para representar a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), para acompanhar as oitivas dos cinco conduzidos que foram liberados em seguida.
Com as declarações, a Polícia Civil conseguiu identificar os dois irmãos que realizaram a venda ilegal da caminhonete, após enganar os índios, alegando que se tratava de um veículo “Finan”, quando na verdade a caminhonete era proveniente de roubo.
Gielson e Gilberto foram localizados em uma residência no bairro Dom Bosco, em Cuiabá, local onde foi feita a negociação do automóvel. Os irmãos estavam na companhia de um adolescente de 17 anos. No interior do imóvel também foram apreendidas duas munições.
Os três foram conduzidos à Derrfva, sendo os irmãos presos em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento público falso e posse ilegal de munição.
A operação foi coordenada pelo delegado de polícia da Derrfva, Marcelo Martins Torhacs.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

2 COMENTÁRIOS

  1. EM 1980 EU ESTUDADVA E NA CARTILHA TINHA MUITAS COISAS SOBRE INDIOS,E EU ACREDITAVA QUE ERA TUDO VERDADE…..PENA QUE INDIOS DE HOJE JA NAO SAO OS INDIOS DA CARTILHA!

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here