Início Cidades Lucas: Após inviabilização, Prefeitura estuda a construção de um novo aeroporto

Lucas: Após inviabilização, Prefeitura estuda a construção de um novo aeroporto

2
Compartilhar

Na semana passada a Secretaria de Aviação Civil (SAC) divulgou que o aeroporto Bom Futuro de Lucas do Rio Verde é inviável para o programa de aviação regional do Governo Federal.

De acordo com o secretário de desenvolvimento econômico, Marcio Albieri, essa determinação não é surpresa para a Prefeitura da cidade, que busca há anos estruturar o local para receber voos que possa atender a população.

“Aquela pista possui dois problemas, a primeira é que na cabeceira possui um rio, com isso aviões com o porte para 70 passageiros não consegue descer e, além disso, temos uma subestação de energia elétrica muito próxima, então devido a essa situação foi inviabilizado” disse o secretário.

Questionado sobre o funcionamento do aeroporto, Albieri explicou que para voos particulares com aviões de pequeno porte continuam normais.

“A pista continua funcionando normalmente para voos com aeronaves pequenas, ele foi inviabilizado apenas para o programa do governo, o qual busca-se trazer linhas aéreas com aviões maiores” afirmou ele.

O secretário disse ainda que uma nova área já está sendo estudada para a construção de um novo aeroporto e que esse se enquadre nos requisitos do programa, para assim a cidade posso receber a verba destinada pelo governo.

“Já estamos realizando o planejamento de outra área, sendo ela maior do que a atual, que  atenda as exigências do programa de aviação regional. Essa área é na rodovia MT-449, próximo a fundação Rio Verde e os levantamentos já estão sendo elaborados para muito em breve possamos a realizar as obras” disse Albieri.

Empresários da cidade que investiram no atual aeroporto afirmam inabilidade por parte da administração atual, já que ela sabia das irregularidades e não antecedeu o estudo de um novo local, eles afirmam que com isso teriam evitando investir em uma área que não poderá serexpandido e receber voos maiores.

PROGRAMA DE AVIAÇÃO REGIONAL

O programa tem como objetivo construir ou reformar 270 aeroportos no interior do Brasil e deixar os 40 milhões de brasileiros que hoje moram longe de qualquer aeroporto a pelo menos cem quilômetros de um terminal aéreo.

No Mato Grosso o programa poderá beneficiar 12 aeroportos nos próximos anos, porém para isso todos terão que cumprir um plano que foi dividido em cinco etapas: 1ª – Estudo de Viabilidade Técnica (EVT); 2ª – Estudo Preliminar; 3ª – Licenciamento Ambiental e Anteprojeto; 4ª – Licitação e 5ª – Em obras.

Os aeroportos do Estado que já estão na segunda etapa (estudo preliminar) do programa são:Barra do Garças; Cáceres; Juara; Juína; Matupá; Pontes e Lacerda e São Félix do Araguaia. Nesta parte do processo, são definidos itens como o tamanho da pista, do pátio e do terminal e o investimento que seria necessário para isto.

Na terceira etapa (Licenciamento Ambiental e Anteprojeto), estão os seguintes terminais: Alta Floresta; Rondonópolis; Sinop; Tangará da Serra e Vila Rica. Nesta fase, os aeroportos precisam da licença ambiental e da elaboração de projeto de engenharia para a licitação. Dos 270 terminais brasileiros, 55 estão na 3ª etapa, prontos para serem licitados, segundo a SAC.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

2 COMENTÁRIOS

  1. e o ano que vem acaba mandato e aero porto de sorriso ainda esta jogado as traças , infelizmente essa é a politicagem de sempre vamos fase tudo antes de assumir e depois não fazem nada

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here