MT: “A prisão de Arcanjo foi um alívio”, diz Riva

MT: “A prisão de Arcanjo foi um alívio”, diz Riva

0

No depoimento em que confessou ter desviado recursos da Assembleia em um esquema envolvendo o bicheiro João Arcanjo Ribeiro, o ex-deputado José Riva disse, nesta quarta-feira (30), que ficou aliviado com a prisão do então “Comendador”, em 2003.

“A prisão do Arcanjo foi um alívio, pelo menos nos livramos daquela situação que não tinha remédio“, afirmou perante a juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado.

Ele se justificou dizendo que, quando assumiu a Assembleia, já havia uma dívida da Casa com o bicheiro, que também era dono de factorings.

“Aqui ninguém tinha coragem de enfrentar o Arcanjo. Eu não escolhi ele. Ele já estava lá. Quando eu aceitei o jogo, não consegui sair mais”.

O esquema foi investigado na Operação Arca de Noé, desencadeada no dia 5 dezembro de 2002 pela Polícia Federal. Riva sempre havia negado participação nos crimes.

Arcanjo foi preso no dia 10 de abril do ano seguinte, em Montevidéu, no Uruguai, para onde fugira no dia da operação.

Miida news

Compartilhar

Deixe um Comentário