Início Cidades MT: BR-163 terá mais 8 pedágios a partir de setembro

MT: BR-163 terá mais 8 pedágios a partir de setembro

5
Compartilhar

O início da cobrança de pedágio em oito praças de pedágio na BR-163 em Mato Grosso foi autorizado para o dia 6 de setembro pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), conforme resolução nº 4.811, publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (27). A resolução também divulgou o reajuste dos valores que serão cobrados por cada tipo de veículo.

A Concessionária Rota do Oeste é a responsável pela cobrança dos pedágios e manutenção das vias em um trecho de 822,8 km na BR-163 e 28,1 km na MT-407, com início no sul do estado na divisa com o estado de Mato Grosso do Sul, em Itiquira, e término no km 855,0 até o município de Sinop, no entroncamento com a rodovia MT-220, ao Norte do estado.

As praças de pedágio dos trechos de Itiquira, Rondonópolis, Campo Verde a Santo Antônio do Leverger, Cuiabá a Santo Antônio do Leverger, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso começarão a funcionar no dia 6. Já a praça de pedágio de Diamantino terá início em setembro. A praça de Acorizal a Jangada, trecho de 108 km que passou a estar sob responsabilidade da Rota do Oeste, deve iniciar a cobrança quando a operação tapa-buracos terminar na via.

Durante dez dias, será realizada nas praças de pedágio a Operação Branca, que permitirá a passagem dos veículos por dentro das praças de pedágio sem cobrança da tarifa e entregará panfletos educativos.

Valores das tarifas
A tarifa básica de Pedágio na rodovia para a categoria 1 de veículos passará de R$ 0,02730 para R$ 0,03619 por quilômetro rodado, um aumento de 32%, e em 21 de março deve subir novamente para R$ 0,04548 por quilômetro rodado.

O valor de pedágio cobrado para a categoria 1 de veículos (automóveis, caminhonete e furgão) varia de R$ 3,30, na praça 7 de Nova Mutum, e R$ 6,10 na praça 9 de Sorriso. O pedágio pago pelas motocicletas varia de R$ 1,65, na praça de Nova Mutum, e R$ 3,05, na praça da Sorriso.

O maior valor de pedágio será cobrado da categoria 8 de veículos que é de caminhões com reboque e caminhões-trator com semireboque, com seis eixos. Para essa categoria, o valor é de R$ 36,60 na praça de Sorriso, R$ 29,40 na praça de Jangada e R$ 27 na praça de Rondonópolis. Os menores pedágios para essa categoria serão cobrados nas praças de Nova Mutum (R$ 19,80) e Santo Antônio do Leverger (R$ 21,60).

Mais valores de pedágio podem ser conferidos nas páginas 80 e 81 do Diário Oficial da União.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

5 COMENTÁRIOS

  1. vamos ter q chamar o sergio moro p investigar ,pois a justiça do mato grosso ja nao esta cega e sim nao ve mais nada CXADE O MINISTERIO PUBLICO CADE A JUSTIÇA parece q nao sabe distinguir o q e roubo ou roubar nos estamos ferrado com nossa justiça so DEUS P TER PIEDADE DE NOS………………………………….

  2. Desculpe a minha ignorância e me corrija se estiver errado. Quando um caminhão carrega e pega a nota fiscal ,ja tem um imposto q é pago para o governo e dizem q esse retorno é para a manutenção das estradas. E agora q as estradas estão privatizadas … pago esse imposto e o pedagio. …??? Rsrs! Alguém ta me robando! !!

  3. Palhaçada esses valores diversos. Em Nova Mutum, é barato e em Sorriso é um absurdo. Esse título de Capital do Agronegocio é só para as coisas ficarem mais caras e chamar a atenção dos bandidos. Só pra que serve.

    • Concordo com você, mas o cálculo é feito de acordo com o trecho compreendido no município. Da mesma forma que se paga mais, o retorno de tributos (ISSQN) é maior aos cofres municipais. Só espero que este preço fique congelado por um bom tempo.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here