MT: Detento morre envenenado após ser obrigado a tomar ‘coquetel’ na Penitenciária

MT: Detento morre envenenado após ser obrigado a tomar ‘coquetel’ na Penitenciária

0

O detento A. P. X. de O., de 26 anos morreu por envenenamento no raio 4 da Penitenciária Central do Estado, na tarde desta terça-feira (20), em Cuiabá.

Segundo informações preliminares, o detento foi morto no refeitório do raio 4, após ser obrigado a ingerir um coquetel energético de cocaína, que é chamado de “gatorade”, entre os presos.

Um agente penitenciário lotado na PCE, afirmou que um grupo de detentos rivais forçou Antônio a ingerir a substância, que causou a morte pouco tempo depois.

O assassinato teria ocorrido devido à disputa pelo mercado de tráfico de drogas dentro da unidade prisional.

O corpo do presidiário, que era condenado por assalto à mão armada, ainda está no refeitório,  aguardando a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e a Polícia Civil para procedimentos.

A Penitenciária Central do Estado (PCE), maior presídio em Mato Grosso, abriga uma população de 2.114 presos em espaço que deveria abrigar apenas 851; superlotação duas vezes e meia acima do planejamento do prédio.

RepórteMT

Compartilhar