Início Cidades MT: Familiares de paciente da UTI de Cáceres caem em golpe idêntico...

MT: Familiares de paciente da UTI de Cáceres caem em golpe idêntico ao aplicado em Sorriso

0
Compartilhar

A Polícia Civil em Cáceres investiga um golpe aplicado por um homem que diz ser médico e tenta conseguir dinheiro de famílias cujos parentes estão internados na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional da cidade. O golpista fala para os familiares que eles precisam pagar por exame de tomografia e dá o número de uma conta bancária para que os valores sejam depositados. Pelo menos seis famílias teriam sido vítimas do golpe e três boletins de ocorrência já foram registrados.

Uma das famílias chegou a depositar R$ 1,4 mil na conta indicada pelo farsante. Outra chegou a ir com o dinheiro em mãos até o hospital, mas ninguém apareceu. Os casos vieram à tona na terça-feira (1º) após uma das famílias informar a direção da unidade de Saúde.

“Os familiares, sabendo que o Hospital Regional é 100% do SUS e que não faz nenhum tipo de cobrança, ficaram desconfiados e procuraram a direção”, disse o diretor-executivo do hospital, Mário Rodrigo Kaoro. A primeira orientação do hospital foi para que as famílias não fizessem nenhum tipo de depósito.

“Dos seis familiares, um é de uma cidade vizinha. E, pela situação, pelo momento delicado,  acabou realizando depósito”, explicou o diretor-executivo. Kaoro esclareceu ainda que o custo máximo do exame de tomografia, se feito de forma particular, é de R$ 300.

A delegada responsável pelo caso, Cyntia Culpido, disse acreditar que trata-se de um golpe de dentro de presídios. A Polícia Civil vai investigar a conta bancária e também o número celular usado pelo farsante.

Ligação gravada
Em uma das ligações, gravada e disponibilizada pelo hospital, o golpista se identifica como José e diz ser cirurgião e clínico-geral. Ele fala com uma pessoa que se passa pela irmã de um paciente internado que supostamente precisa de uma tomografia. O golpista diz que o exame tem que ser feito numa clínica particular.

Na ligação, a mulher diz que só vai fazer o depósito quando souber detalhes do estado de saúde do irmão. O golpista demonstra irritação. “Mas eu acabei de te explicar o estado [de saúde] e do que se trata. Você quer que explique novamente ou quer que eu desenhe pra você?”, questiona.

Na sequência, a mulher pergunta o endereço da clínica. O farsante é sarcástico. “Anota aí: rua ‘sem fim’, raio ‘já morreu’. Esse é o contato, o endereço”.

Sindicância
O diretor-executivo disse ainda que uma sindicância foi aberta para apurar se alguém dentro do Hospital Regional deu informações sobre os pacientes para o golpista e que a segurança no local deve ser reforçada para impedir a entrada de pessoas não autorizadas.

Veja também:

Sorriso: Familiares de paciente da UTI do HR caem em golpe de estelionatário

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here