Início Cidades Mato Grosso MT: Governo firmará TAC para programa de preservação

MT: Governo firmará TAC para programa de preservação

0
Compartilhar

O Governo de Mato Grosso vai firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a empresa Itaipu Binacional e outro com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) para implantar o programa Cultivando Água Boa, que prevê ações socioambientais relacionadas à conservação dos recursos naturais aliadas à promoção da qualidade de vida nas comunidades das bacias hidrográficas.

Na quarta-feira (07.10), o governador Pedro Taques se reuniu com a secretária de Meio Ambiente, Ana Peterlini, e os secretários de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, Suelme Evangelista, e do Gabinete de Articulação e Desenvolvimento Regional, Eduardo Moura, para debater os encaminhamentos do projeto. A previsão é que os TACs sejam firmados no dia 26 de outubro.

A ação é uma estratégia local para o combate às mudanças climáticas, que põem em risco a produção de alimentos e de energia, o abastecimento público, o lazer e o turismo da sociedade. Para prevenir essas alterações no clima, o programa estabelece uma rede de proteção dos recursos das bacias hidrográficas.

Conforme Ana Peterlini, o TAC será firmado com a empresa para que o Estado adote a mesma metodologia, que tem renome internacional. No mesmo dia, será firmado um termo com o MMA para a redução dos gastos públicos e recursos ambientais.

Cultivando Água Boa

Segundo a secretária, o programa visa o múltiplo uso da água e, em sua primeira fase, irá contemplar as bacias do Rio Cuiabá e do Rio Teles Pires. “Ele pensa a água como um meio para o turismo, lazer, pesca, agricultura de uma maneira bem completa”. Eduardo Moura destaca ainda que o programa é extremamente inclusivo, pois ao mesmo tempo que fala de preservação ambiental também trata da economia do Estado por meio de práticas sustentáveis, como reciclagem, sem esquecer do fator social.

Para Suelme Evangelista, secretário de Agricultura Familiar, o fator social é o ponto forte do programa. Ele explicou que a agricultura familiar poderá ser ainda mais integrada ao processo de recuperação das áreas degradadas. O projeto prevê capacitações e estruturação de tanques para piscicultura, entre outras atividades. O nome do programa Cultivando Água Boa vem justamente para realçar a necessidade de que, assim como se cultiva o solo para conseguir bons frutos, é necessário cultivar a água para que ela se mantenha abundante e com qualidade.

Atualmente, são desenvolvidos mais de 20 programas e 65 ações fundamentadas em todo o mundo. As ações variam de recuperação de microbacias e proteção das matas ciliares até disseminação de valores da educação ambiental. Em 2005, o Cultivando Água Boa conquistou o prêmio Carta da Terra (Earth Charter + 5), entregue em Amsterdã (Holanda), por ser um exemplo a ser seguido no que se trata a desenvolvimento sustentável e gestão participativa em projetos socioambientais.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here