MT: Homem que foi morto em assalto a carro-forte levou tiro...

MT: Homem que foi morto em assalto a carro-forte levou tiro de três seguranças simultaneamente

9

O homem morto durante uma tentativa de assalto a seguranças da empresa de carro-forte Brinks na cidade de Tangará da Serra, a 250 quilômetros de Cuiabá, no início da tarde de quinta-feira (25) foi identificado como Everton Carlos da Silva. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a ação.

As investigações, de acordo com a Polícia Civil, têm como objetivo identificar se o suspeito teve ajuda ou apoio de outra pessoa, que possa até mesmo ter instigado ele a praticar a ação, e ainda esclarecer se houve excesso na reação por parte dos seguranças.

De acordo com informações de testemunhas, um segurança levava o malote para dentro da agência bancária, quando foi abordado pelo suspeito, que tentou subtrair a mala da mão do segurança, puxando com força. O funcionário estava com o malote em mãos, quando Everton o atacou pelos braços.

Mesmo recebendo a ordem de largar, o suspeito não obedeceu, o que fez com que outros três seguranças da empresa efetuassem disparos simultâneos em sua direção. Na ação, Everton foi atingido e não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Everton Carlos possuía passagem pela polícia por furto e uso de entorpecente e na tentativa de assalto, não estava armado e agiu aparentemente sozinho.

Imediatamente a Delegacia de Polícia de Tangará da Serra, foi acionada e instaurou inquérito policial para apurar a circunstancias do crime. As investigações serão conduzidas pelo pelo delegado de polícia Edmar Faria Filho.

“A equipe de segurança da empresa Brinks era formada por quatro funcionários, e todos foram ouvidos logo após o ocorrido. As armas utilizadas por eles também foram recolhidas e serão submetidas ao exame de perícia. Outros envolvidos na cena do crime, como os seguranças da agência bancária e testemunhas serão ouvidas”, disse o delegado Edmar.

Compartilhar

9 COMENTÁRIOS

  1. Deram ordem de largar? Ah sim… tá bom! Fala sério. Por isso atiraram na cabeça? Tiro na cabeça é execução. Se quisessem mesmo apenas proteger o malote, teriam atirado nas pernas.

  2. Houve falta de preparo por parte dos seguranças. O suposto “ladrão” desarmado vai roupar 4 seguranças armados? Isso é loucura. Nunca daria certo. É claro que essa historia está mal contada. Fato é que o morto não fala, então fica fácil jogar a culpa nele. Nunca ouvi falar de assaltante de banco tentar agir sozinho e desarmado. Acredito que os seguranças tenham M3RD@… e depois inventaram essa história p/ encobrir.

  3. Vc é um merda despreparo vc acha que os caras vão querer ver se o carar tava armado se liga tá com dó vai lá e paga o velório do cara o faz na sua casa ladrao tem que morrer mesmo é melhor ser julgado por sete doque ser carregado por seis ou melhor como sorriso tá infestado destes merdas manda seu endereço aí pra que eles fiquem sabendo que vc acoita vagabundo aí vc vai ver se eles têm dozinha de vc e seus familiares

  4. Bandido bom é bandido morto! Só o que falta é culparem os seguranças… e se o cara estivesse armado de matasse um dos trabalhadores????? aí tudo bem, né? Acontece… País lixo esse!!! O Brasil está infestado com essas pragas!! Fogo neles!!

Deixe um Comentário