Início Cidades Mato Grosso MT: Maníaco do telefone é novamente preso pela Polícia Civil em Cuiabá

MT: Maníaco do telefone é novamente preso pela Polícia Civil em Cuiabá

0
Compartilhar

Acusado de constranger e ameaçar adolescentes por telefones, o pedreiro Edinei Honorato Lopes, 33 anos, conhecido por “maníaco do telefone”, foi novamente preso pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil, na tarde terça-feira (23.06), no bairro Três Barras, em Cuiabá.

O maníaco era monitorado por tornozeleira eletrônica e foi autuado em flagrante pelo crime previsto no artigo 241 – B, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que trata de “adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”, com pena de 1 a 4 anos de prisão e multa.

A prisão ocorreu quando investigadores da Deddica entregavam intimação para o suspeito prestar interrogatório em um dos três inquéritos na unidade. No momento, o maníaco armazenava em um celular fotografias de duas jovens nuas, uma de 16 anos e outra de 20, para fins sexuais. Com ele, foram apreendidos dois celulares com fotografias de vítimas e quatro chips, que serão enviados à perícia.  O suspeito tentou se desfazer do aparelho jogando-o em cima do telhado.

Ao ser flagrado, o preso acabou confessando aos investigadores que continua armazenando imagens e constrangendo com ameaças meninas, para que elas tirem fotos nuas, em posições eróticas e sexual, e enviem a ele por celular.

O suspeito foi conduzido à Deddica e autuado em flagrante pelo delegado Eduardo Augusto de Paula Botelho. De acordo com o delegado, são pelo menos mais oito vítimas identificadas nos inquéritos em trâmite na Delegacia. “Levando em consideração a existência de processo judicial em andamento  pela prática dos mesmos crimes, motivo pelo qual fora determinada a colocação de tornozeleira eletrônica, representei pela conversão do flagrante em prisão preventiva, diante da necessidade de manutenção da ordem publica, tendo em vista a contumácia do suspeito na prática dos delitos sob investigação”, disse Botelho.

O maníaco foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC). Ele já responde por crimes de ameaça, constrangimento ilegal e crimes dos artigos 240, 241-B e 241-D, do Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca).

Histórico 

Em outubro de 2013, Edinei Honorato, o ‘maníaco do telefone’, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, durante a operação da Deddica, denominada “Ligações Perigosas”, presidida pela delegada Alexandra Fachone.

O suspeito dizia ser obreiro de uma igreja evangélica e também se apresentava como produtor musical para ter acesso as adolescentes por meio dos grupos de jovens.  Na igreja, escolhia suas vítimas, mantinha contato via telefone, acompanhava a rotina delas e depois passava a fazer diversas ameaças de morte e constrangimentos.

Na época, a Polícia Civil identificou 25 vítimas com idades entre 12 e 17 anos, moradoras de Cuiabá e Várzea Grande, que eram obrigadas a produzir vídeos de nudez,  praticando atos libidinosos nelas mesmas e depois enviar ao maníaco, sob ameaça de morte. Somente para uma vítima ele chegou a ligar compulsivamente 80 vezes em uma noite.

Ao ligar, o agressor descrevia características físicas das adolescentes, dizia onde estudavam, o que os pais faziam e suas rotinas. Assim, conseguia amedrontar suas vítimas ao ponto fazerem o que determinava, que  era lhe enviar imagens nuas e vídeos praticando atos libidinosos com o uso de objetos.

Na ocasião, o maníaco do telefone foi preso na posse de um celular, com  mensagens ameaçadoras registradas, fotos  e vídeos pornográficos, além de 8 chip’s e um cartão de memória de 250 mega.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here