Início Cidades Mato Grosso MT: Polícia Civil prende manicure que vendia atestados médicos falsos

MT: Polícia Civil prende manicure que vendia atestados médicos falsos

0
Compartilhar
Uma manicure foi presa pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quarta-feira (16.09), na região do bairro CPA, em Cuiabá, após entregar um atestado médico falsificado para um homem. A acusada, Daniela Urmann Sott, 22, foi presa durante ação da equipe de policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé, e autuada em flagrante pelo crime de falsidade ideológica.
Conforme o delegado de polícia, Christian Alessandro Cabral, um inquérito policial foi instaurado para apurar uma denúncia feita por uma empresa de transporte.
A informação repassada pela Empresa relatava sobre o recebimento de muitos atestados para abono de faltas, emitidos pela mesma médica. Nos documentos também constavam unidades de saúde diferentes, e eram apresentados pelos funcionários.
Nas investigações, policiais civis conseguiram identificar a suspeita, que acabou surpreendida quando fazia a entrega do atestado para um “cliente”.  No momento do flagrante, Daniela foi indagada a respeito do atestado, e acabou confessando que produzia os documentos em um computador. Ela contou que as matrizes dos atestados falsificados ficavam armazenadas em um pen drive guardado no seu local de trabalho.
No salão de beleza no bairro CPA a manicure procedeu a entrega do pen drive.
Posteriormente, com o consentimento de Daniela, a equipe realizou buscar no interior da casa da acusada na mesma região, e conseguiu apreender dentro do armário do quarto, mais quatro folhas de papel A4, com impressão de atestado em nome outros médicos.
Daniela foi conduzida à 2ª Delegacia de Polícia juntamente com os objetos vinculados ao crime, interrogada e autuada em flagrante por falsidade ideológica. Ela disse que vendia os atestados conforme a quantidade de dias abonados, sendo cobrado por dia o valor de R$ 20.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here