MT: Polícia cumpre 33 ordens judiciais para acabar com esquema de fraudes...

MT: Polícia cumpre 33 ordens judiciais para acabar com esquema de fraudes envolvendo servidores do Detran

0

Quinze  mandados de prisão preventiva e 18 conduções coercitivas –  totalizando 33 ordens judiciais -, são cumpridas na manhã de hoje, 10, nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul) para combater um esquema de corrupção envolvendo servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran)e despachantes.  A operação desencadeada pela Polícia Civil foi batizada como Hidra de Lerna.

A apuração sobre o esquema  começou no Setor de Vistorias do Departamento de Trânsito já  que havia suspeita de que veículos roubados ou furtados, que eram passados pela vistoria sem nenhuma restrição.

O trabalho é acompanhado pela Corregedoria do Detran e a Coordenadoria de Fiscalização de Credenciados, que deram total apoio durante as apurações da  Especializada em Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva). Uma ação semelhante foi desencadeada na quarta-feira (09), em Comodoro (644 km a Oeste), culminando na prisão do chefe da 42ª Ciretran e de seu pai, por esquema criminoso montado naquela unidade de trânsito.

As investigações, que tiveram outras operações já desencadeadas, evoluíram chegando a descoberta de uma esquema maior na 5ª Circunscrição Regional de Várzea Grande (Ciretran), onde despachantes vendiam facilidades para que terceiros tivessem veículos com irregularidades vistoriados por servidores da unidade como se fosse carro regular, conforme a legislação de trânsito.

Outro “serviço” prestado era denominado  “vip” e consistia no pagamento de propina para antecipar agendamentos de vistoria veicular. O valor cobrado variava entre R$ 50 a 100, por veículo.

O esquema ia ainda além. Quando os benefícios não eram obtidos em Várzea Grande, os supostos clientes eram direcionados a procurar a Agência Municipal de Trânsito de Nossa Senhora do Livramento, que entre os serviços criminosos prestados estava à suspensão de multas de trânsito e pontos na carteira de habilitação, junto a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), ligada a Prefeitura de Cuiabá.

Os mandados foram expedidos pela Sétima Vara Criminal de Cuiabá. A operação Hidra em Cuiabá conta com a participação de 160 policiais.

Olhar Direto/ Patrícia Neves

Compartilhar

Deixe um Comentário