MT: Polícia prende quadrilha suspeita de quebrar parede e furtar agência

MT: Polícia prende quadrilha suspeita de quebrar parede e furtar agência

0

Três homens e uma mulher suspeitos de quebrarem uma parede e furtarem uma agência bancária em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, na madrugada do dia 14 de novembro, foram presos pela Polícia Civil. O G1 não conseguiu contato dos suspeitos.

De acordo com a polícia, além do dinheiro, os bandidos também levaram de dentro do cofre oito revólveres da empresa que faz a segurança da agência bancária. Com os suspeitos, os policiais recuperaram parte do dinheiro que havia sido levado do cofre da agência e apreenderam itens e uma caminhonete que possivelmente foram comprados com o dinheiro furtado.

A polícia afirma que os criminosos tinham conhecimento do sistema de segurança do banco, desligaram o alarme da agência e fizeram um buraco na parede do corredor que dá acesso à sala do cofre, que foi arrombado com o uso de ferramentas como maçaricos e pé de cabra.

Apreensões
Durante as investigações, a Polícia Civil apreendeu uma caminhonete que nem havia saído da concessionária, na cidade de Cáceres, a 220 km da capital. O veículo foi comprado à vista pelo valor de R$ 190 mil. Também foram apreendidos celulares novose  televisores de 60 polegadas comprados pelos criminosos, possivelmente, com o dinheiro roubado, conforme a polícia.

Segundo o delegado Gilson Silveira do Carmo, que conduz as investigações, a investigação teve início quando um pescador encontrou, em um rio da cidade, o aparelho de gravação que havia sido retirado pela quadrilha. O equipamento foi entregue à Polícia Militar, que encaminhou o objeto à delegacia.

De acordo com a polícia, dentro do veículo de um dos suspeitos – apontado como mentor do furto qualificado – foi encontrado um maço de notas de R$ 20 molhadas, que foram identificadas como pertencentes ao banco, pelas marcas nas cédulas. A identificação dos suspeitos foi possível, conforme o delegado, após a PM prender, durante abordagens de rotina, um homem que estava de posse de um dos revólveres furtados da agência.

Três dos suspeitos presos são do Pará e estavam associados a outros criminosos da região para a prática de roubos e tráfico de drogas, segundo o delegado. A quadrilha também é suspeita de outros crimes cometidos da mesma forma, como é o caso do furto a uma igreja evangélica no município.

G1 MT/foto PM

Compartilhar

Deixe um Comentário