MT: Sem CNH e após ingestão de bebidas, motorista foge da polícia,...

MT: Sem CNH e após ingestão de bebidas, motorista foge da polícia, atropela motoqueira e bate em muro

0

Um homem foi preso em flagrante  após tentar fugir de abordagem pela equipe da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA). O motorista, Rafael Magalhães Couto, 26, causou um acidente com atropelamento e ainda colidiu contra o muro de uma casa durante a perseguição.  A ação foi registrada na terça-feira, 19. O motorista não possuia Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo a Polícia, o suspeito foi autuado em flagrante por lesão corporal culposa de trânsito agravada, fuga do local de acidente e direção perigosa. A ação teve início quando uma equipe de investigadores suspeitou de um veículo Toyota Corolla que trafegava no bairro Doutro Fábio, na Capital.

No momento em que os policiais iam realizar a abordagem do veículo, o condutor empreendeu fuga em alta velocidade. Durante a tentativa, o suspeito colidiu contra uma motocicleta Honda CG 125, acarretando a queda e lesões corporais de seus dois ocupantes. Mesmo com o acidente, o motorista não parou para prestar socorro e continuou a fuga em altíssima velocidade, pelo bairro CPA III.

Em frente a localidade “Lagoa Encantada”, o suspeito perdeu a direção do veículo e colidiu violentamente contra uma casa, destruindo o muro e o portão e ingressando com o carro no quintal da residência. Ninguém estava na área da casa no momento do acidente.

O veículo bastante danificado foi apreendido e submetido a exame pericial, não apresentou vestígios de adulteração de sinais identificadores. Questionado, o porquê fugiu da viatura policial, o suspeito alegou que estava com os documentos do veículo atrasados e não portava a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O conduzido ainda disse que havia consumido bebidas alcoólicas e que é usuário de drogas. Em pesquisa no Sistema Detrannet ficou constatado que o autuado é condutor habilitado. Diante dos fatos, o delegado Marcelo Martins Torhacs arbitrou a fiança de R$ 3 mil ao conduzido e após o recolhimento do valor foi concedida a liberdade provisória ao acusado.

Compartilhar

Deixe um Comentário