Início Cidades Mato Grosso MT: Servidor público acusado de abusar de adolescente é preso

MT: Servidor público acusado de abusar de adolescente é preso

0
Compartilhar

Um homem acusado de abusar de uma adolescente de 13 anos teve o mandado de prisão preventiva cumprido, pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (29.06), no município de Nova Lacerda (546 km a Oeste). O funcionário público, E. D. O., 43, era amigo da família da menor e assediou a vítima dentro de casa.

O suspeito é servidor da Prefeitura Municipal de Nova Lacerda, e teve o mandado representado pelo delegado, André Eduardo Ribeiro, após a vítima junto a sua mãe fazerem denúncia à delegacia. Segundo as informações, o suspeito costumava a frequentar a casa da família, momento em que aproveitava para assediar e abusar sexualmente da garota.

Ao ser ouvida pela equipe de psicólogos, a vítima contou detalhes sobre os assédios e os abusos, confirmando que chegou a manter relações sexuais com o suspeito dentro da sua casa. Segundo a menor, o acusado passou a ameaça-la para continuar cometendo os abusos, dizendo que colocaria fotos e vídeos dela em situação pornográfica na Internet.

Além do próprio relato da vítima, uma testemunha contou detalhes de como a menor se relacionava com o suspeito e exames médicos confirmaram os fatos narrados pela adolescente.

Diante dos indícios, o delegado André Eduardo Ribeiro representou pela prisão preventiva do acusado, que foi decretado pela Justiça e cumprida na segunda-feira (30).  Em interrogatório na Delegacia de Nova Lacerda, o suspeito negou os fatos, alegando que a adolescente está inventando a história.

De acordo com o delegado, o crime é grave uma vez que mesmo inicialmente a relação sexual sendo consentida pela adolescente, o acusado aproveitou da mente ainda não amadurecida da menor para praticar os abusos.

Participou do cumprimento do mandado de prisão o investigador chefe Vanderlicio, coordenado pela delegado André Eduardo Ribeiro.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here