Início Cidades Mato Grosso MT:Pedágio encarece passagens de ônibus intermunicipal

MT:Pedágio encarece passagens de ônibus intermunicipal

2
Compartilhar

As 62 empresas de ônibus intermunicipais que percorrem a BR-163 estão autorizadas a repassar o valor do pedágio aos passageiros, a partir desta quinta-feira (08.10). Essa decisão foi publicada no Diário Oficial, após resolução da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager-MT). A permissão de repasse de custos ao usuário do transporte intermunicipal foi realizada com base em um estudo técnico que apontou qual o valor justo que as empresas podem cobrar por quilômetro percorrido.

De acordo com o diretor presidente da Ager, Carlos Carlão Nascimento, o custo do pedágio terá de ser informado no bilhete da passagem, e o passageiro só irá pagar o trecho que utilizar. “Se o usuário percorrer um trecho curto, pagará menos do que aquele que irá fazer uma viagem cuja distância seja maior”, explica Carlos Nascimento. Além da distância, o tamanho do veículo que realizará o transporte também irá impactar nos custos aos usuários.

Há atualmente nove praças de pedágio trecho de 822 km da BR-163 e 28 km na MT-407. Se o passageiro percorrer do 1º pedágio ao 9º, ele terá de arcar com o custo de R$ 4,18 caso for de ônibus, e R$ 6,42 se for de micro-ônibus. “A cada 100 quilômetros o usuário terá de desembolsar R$ 0,48 centavos em veículos acima de 20 passageiros, e R$ 0,75 centavos naqueles de menor porte”, disse o responsável pela Agência. “Isso porque quanto mais pessoas para dividirem o valor do pedágio, mais barato ele fica”, completou.

As praças de pedágio são administradas pela concessionária Rota Oeste, que começou a cobrar pedágio a todos os veículos que trafegam pela rodovia no inicio do mês passado. As praças de cobrança estão nas mediações das cidades de: Itiquira, Rondonópolis, Campo Verde, Santo Antonio do Leverger, Cuiabá, Acorizal, Jangada, Diamantino, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso.

Caso não cumpram as regras, as empresas de ônibus poderão sofrer penalidades, e o passageiro pode denunciar na Ouvidoria da Ager.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

2 COMENTÁRIOS

  1. Misericórdia! O que será de todos nós população!? Com tantas coisas e impostos a pagar!??? Uma vez que já pagamos preços altíssimo até mesmo pra nos respirar esse ar poluído de tantas impurezas! Etc.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here