Mutum: Taques demite agentes que foram “dopados” para facilitar fuga

Mutum: Taques demite agentes que foram “dopados” para facilitar fuga

0

O governador Pedro Taques (PSDB) demitiu, no dia 30 de novembro, o ex-diretor da Cadeia Pública de Nova Mutum (267 km ao Norte de Cuiabá) Henrique Francisco de Paula Neto, e os agentes penitenciários Fabian Carlos Rodrigues e Luiz Mauro Romão da Silva, dopados por duas mulheres durante uma “festinha” na cadeia, resultando na fuga de 27 detentos.

De acordo com a decisão, publicada no Diário Oficial que circula nesta quinta-feira (01), a demissão é resultado de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), onde os servidores estavam lotados.

Foi apurada na investigação que os servidores cometeram ações ilícitas que resultaram na fuga dos reeducandos, no dia 05 de fevereiro de 2015.

Taques, na decisão, ressaltou que a partir da publicação da demissão, ficarão suspensos os pagamentos da remuneração dos servidores demitidos.

O caso

Na noite de 5 de fevereiro do ano passado, duas mulheres entraram na cadeia com garrafas de bebidas para uma “festinha” com os agentes.

As bebidas foram “batizadas” com soníferos e, quando os agentes estavam dopados, as mulheres conseguiram soltar ao menos 27 detentos, após tomarem as chaves das celas.

Os servidores foram encontrados desacordados durante a madrugada pela Polícia Militar.

Eles estavam amarrados e seminus.

Durante as investigações, os agentes e o diretor da unidade foram presos por facilitação da fuga, mas conseguiram a soltura três meses depois.

Preso comandou plano

No dia 13 de fevereiro, duas mulheres foram presas suspeitas de doparem os agentes.

As investigações da polícia apontaram que uma delas era namorada de um dos presos, que teria premeditado a ação.

Na noite do crime, o detento foi o primeiro a ser liberado pela namorada. Em seguida, ele abriu cerca de cinco celas.

Da cadeia, os bandidos levaram ainda três espingardas, dois revólveres e várias munições.

Miidanews/Yuri Ramires

Compartilhar

Deixe um Comentário