Início Editorias Polícia Pedágio na BR-163 em Mato Grosso inicia neste domingo à 0h

Pedágio na BR-163 em Mato Grosso inicia neste domingo à 0h

6
Compartilhar

Inicia neste domingo, à 0h, a cobrança de pedágio em oito praças distribuídas ao longo da BR-163 em Mato Grosso, entre a divisa com o Mato Grosso do Sul e Sinop. A autorização foi dada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) à Concessionária Rota do Oeste e publicada em diário Oficial da União do dia 27 de agosto (quinta-feira).

 

Inicialmente, oito das nove praças de pedágio entrarão em funcionamento nas regiões de Itiquira (km 33,6 da BR-163), Rondonópolis (km 214,4 da BR-364), Campo Verde (km 316,55 da BR-364), Santo Antonio do Leverger (km 383,15 da BR-364), Jangada (km 479,1 da BR-364), Nova Mutum (km 586,9 da BR-163), Lucas do Rio Verde (km 664,45 da BR-163) e Sorriso (766,7). Em fase de conclusão, a praça de Diamantino, no km 579,1 da BR-364, deve ser aberta no fim de setembro.

 

O valor da tarifa definido pela ANTT é de R$ 4,50 por eixo a cada 100 quilômetros rodados. Os preços nas praças, por definição da própria Agência, variam de acordo com a abrangência de cada unidade na BR-163, conforme tabela abaixo.

 

praças

A revisão tarifária anunciada engloba a correção da inflação, o impacto causado pela Lei dos Caminhoneiros, que prevê a isenção de eixos suspensos de caminhões descarregados, além da determinação de novos investimentos a serem realizados, como a recuperação e manutenção do trecho de 108 km de Várzea Grande a Rosário Oeste, incluído no escopo de obras da Rota do Oeste.

 

Para que a Rota do Oeste fosse autorizada a operar as praças, todas as obrigações básicas estabelecidas pela ANTT. “O modelo de Concessão permitiu que as melhorias chegassem aos usuários da rodovia antes que eles pagassem o pedágio. Agora, é nossa obrigação continuar as obras e entregar as benfeitorias conforme o prazo estabelecido com o Governo Federal”, afirma o diretor geral da Rota do Oeste, Paulo Meira Lins. Desde o início da concessão já foi investido R$ 1 bilhão na rodovia.

 

Ainda segundo o diretor, o início da arrecadação é um passo fundamental para a continuidade das melhorias na BR-163. “Esta nova etapa é marcada por 16 meses de melhorias intensas e ininterruptas na rodovia antes mesmo da cobrança. Com a arrecadação vamos assegurar o aporte financeiro para a continuidade das obras em todo o trecho sob nossa responsabilidade”, conclui Paulo Meira Lins.

 

Com o valor arrecadado nas praças de pedágio, além das obras, diversas outras melhorias também acontecerão não apenas na rodovia, mas também aos municípios próximos à via, como o repasse de equipamentos para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre obras e arrecadação que será revertido aos municípios, além de ações de compensação ambiental e educação no trânsito.

 

Buraco Zero

 

A Rota do Oeste concluiu a força-tarefa para a recuperação de todos os buracos no segmento de 108 km entre Várzea Grande e Rosário Oeste antes do início da arrecadação na praça de Jangada (km 479,1 da BR-364). “Conforme o compromisso assumido, o motorista poderá perceber que aqueles buracos com os quais ele convivia não existem mais”, afirmou o diretor de Operações da Concessionária, Fábio Abritta.

 

A Concessionária entende que melhorias ainda devem ser feitas e, por isso, continua com os trabalhos de recuperação emergencial do pavimento, inclusive com trabalhos durante dia e noite.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

6 COMENTÁRIOS

  1. P/ pagasor,NF é obrigado a te fornecerem, tudo q vc paga tem imposto e no final vc pode por no seu IR ,principalmente ser for pessoa jurídica. E isto na minha opinião seria uma forma de protesto, ja pensou se todos pedirem NF o transtorno q seria,esse monte de carretas … sou a favor de juntar com os frotistas .

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here