PF investiga ameaças feitas por detento a juízas federais em Recife

PF investiga ameaças feitas por detento a juízas federais em Recife

0

A Polícia Federal deflagrou hoje (4/4) a Operação Égide de Athena, com o objetivo de desarticular um esquema criminoso especializado em usar a internet para ameaçar juízas federais. O grupo era coordenado por um detento.

Na ação foram empregadas 8 equipes, compostas por 30 policiais federais, além de um representante da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB. Foram cumpridos 8 mandados de condução coercitiva, 5 mandados de busca e apreensão, além de 1 mandado de prisão preventiva. Serão ouvidos parentes do preso, um proprietário de provedores de internet e um advogado.

Apesar de todas as suspeitas apontarem que tais mensagens e comunicações eram feitas de dentro do sistema prisional Aníbal Bruno, onde a Polícia Federal conseguiu apreender numa incursão 4 aparelhos celulares que estavam na cela do detento, a perícia técnica definitiva está sendo elaborada com o objetivo de confirmar o envio das mensagens do aparelho celular do detento.

Também se detectou o grau de periculosidade e risco à vida que as juízas sofriam, quando o preso fez uso de uma conta de e-mail para solicitar informações sobre compra de armas revólver, no qual questionava o preço da entrega em Recife.

Será concedida entrevista coletiva, às 10h, na Superintendência da Polícia Federal em Pernambuco.

*O significado da operação é escudo da justiça.

Compartilhar

Deixe um Comentário