Sapezal: PM frustra assalto e liberta 30 reféns na agência dos Correios

Sapezal: PM frustra assalto e liberta 30 reféns na agência dos Correios

0

Policiais militares frustraram o assalto a uma agência dos Correios de Sapezal, prenderam os três assaltantes e apreenderam os dois revólveres usados no crime. Também foram apreendidos 16 aparelhos celulares, entre outros objetos. A ação foi registrada na quinta-feira, 26.

De acordo com a PM, Brener Roger da Silva Moura, 21, Mário Roger Lourenço da Silva, 19, e o adolescente D.A.S., 17 anos, invadiram a agência por volta das 16h. Dois dos suspeitos estavam armados e fizeram cerca de 30 pessoas reféns por cerca de 40 minutos.

A equipe de policiais da 5ª Companhia da PM-MT (7ºComando Regional) que chegou à agência avistou um possível suspeito, um rapaz que usava camiseta de funcionário dos Correios. Ele era o único que estava em pé, com uma prancheta nas mãos, circulando entre dezenas de pessoas.

Todos os clientes, reféns, estavam sentados e com expressão de medo. A fisionomia da caixa, que é conhecida do soldado Leandro Araújo, o primeiro policial a entrar na agência, confirmou que algo anormal ocorria naquele ambiente.

Esse falso funcionário logo foi rendido e desarmado, assim grande parte dos reféns libertados. Todavia, o segundo assaltante, que saiu de dentro da sala do cofre apontando o revólver para a cabeça de uma mulher, atirou contra o soldado Leandro, porém não o atingiu. Leandro revidou, mas em direção oposta como forma de proteger os reféns, apenas tentando intimidar o acusado.

Com o prédio dos Correios já cercado pela polícia, começaram as negociações, sob o comando do tenente Gabriel Dijon. Os assaltantes pediram para falar com seus familiares e exigiram a presença da imprensa.

Entre os 30 reféns havia crianças, diversas mulheres, um delas grávida. Um dos reféns chegou a desmaiar e precisou de assistência médica de urgência.

Após 40 minutos de diálogo e na presença da imprensa, o tenente Dijon, auxiliado pelo delegado Waner dos Santos Neves, levou a ocorrência ao desfecho final, libertando todos os reféns, sem nenhum ferido, e todos os ladrões presos. Pela ação os policiais foram aplaudidos por uma multidão de moradores que acompanharam o desenrolar do assalto.

Olhar Direto/Patrícia Neves

Compartilhar

Deixe um Comentário