Início Cidades Sinop: Quadrilha que matou empresário é reconhecida por pelo menos mais um...

Sinop: Quadrilha que matou empresário é reconhecida por pelo menos mais um assalto em Sorriso

1
Compartilhar

A quadrilha apresentada nesta quarta-feira, em Sinop, acusada do latrocínio do empresário Paulo Terão, de 46 anos, foi reconhecida por vítimas de outros assaltos na região Norte de Mato Grosso, inclusive para subtrair caminhonetes. Eles já estão sendo investigados por pelo menos mais seis roubos à mão armada.

De acordo com o delegado Pablo Rigo, diversas vítimas de assaltos semelhantes compareceram à delegacia e reconheceram alguns dos envolvidos. “Houve o reconhecimento deles como autores de pelo menos quatro crimes em Sinop, um em Sorriso e outro em Nova Mutum. E a Polícia Civil continua trabalhando com outras hipóteses ainda”, disse, em entrevista a jornalistas.

Um dos acusados, identificado pelo nome de Eriky Ernandes, de 25 anos, seria o líder da quadrilha. Ele foi o único a confessar o roubo da caminhonete Toyota Hilux de Paulo Terão, mas nega ter matado o empresário, afirmando que ele pulou do veículo. Contudo, o depoimento de uma testemunha derruba a versão do criminoso.

O delegado Marcelo Carvalho disse que informações já levantadas pela polícia apontam que a quadrilha estaria monitorando vários proprietários de caminhonetes para praticarem o roubo posteriormente. A suspeita é de que os bandidos trocariam os veículos por drogas. A participação de pessoas de outras regiões do país é averiguada. “O aprofundamento das investigações vai apurar isso, mas no momento nenhuma hipótese é descartada”, disse.

O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Mauro Zaque, disse que a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, lançada nesta quarta-feira em Sinop, vai ajudar a diminuir crimes dessa modalidade na cidade. “Já temos o prédio definido, delegado titular, quatro escrivães e 12 investigadores para atuarem em Sinop. Creio que no máximo em 15 dias o prédio já estará ocupado e a delegacia em funcionamento”.

Nas investigações, a Polícia Civil identificou os criminosos: Douglas Fernando Pereira Mairese, 23, que participou na logística do assalto e oferecendo rota de fuga; Eriky Ernandes Luiz Silva, 25, responsável pela abordagem ao empresário e dirigiu o veículo roubado com a vítima ao lado; Jeferson Lana, 26, também atuou na abordagem à vítima e estava na  caminhonete Hillux; Anderson Alves da Silva (padrasto de Douglas), 33, deu apoio logístico.  Os presos vão responder por roubo seguido de morte e  associação criminosa.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

1 COMENTÁRIO

  1. EU ESTO MUITO TRISTE POR AMA UM DESSES CARAS O MEU CORAÇAÕ ESTA TRISTE DE MAIS..
    O DE CAMISA BRANCA È O MEU MARIDO. SO LAMENTO

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here