Início Geral Sorriso: Diretor do HRS usa tribuna e dá explicações sobre a situação...

Sorriso: Diretor do HRS usa tribuna e dá explicações sobre a situação do hospital

8
Compartilhar

Na sessão ordinária da última terça-feira (07), o Diretor Geral do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), que administra o Hospital Regional de Sorriso (HRS), ocupou a tribuna da Câmara de Vereadores para dar explicações sobre a situação atual da unidade.

 

Naírio Augusto dos Santos explanou para os parlamentares e população em geral a realidade financeira e operacional do hospital. Ele demonstrou em gráficos os números de atendimentos, cirurgias, exames e atendimentos de emergências atendidos na unidade. Disse também que existe uma dívida com fornecedores de aproximadamente 2 milhões de reais e que o estado deve o importe para o INDSH de R$ 4 milhões.

 

O diretor afirmou também que: – “caso o estado decida retomar o controle do hospital, o INDSH está pronto para iniciar a transição de forma tranquila, sem impor qualquer tipo de dificuldade”, concluí.

 

Os parlamentares Bruno Stellato (PDT), Hilton Polesello (PTB), Virgílio Dalsóquio (PPS), Jane Delaribera (PR), Professor Gerson (PMDB), Marilda Savi (PSD) e o presidente Fábio Gavasso (PPS), fizeram algumas perguntas ao diretor e afirmaram que a população que utiliza o Hospital Regional de Sorriso, não pode sofrer com a falta de atendimentos e andamentos das cirurgias; – “Nós vereadores queremos que os atendimentos do hospital melhorem que as pessoas sejam bem atendidas e que as especialidades médicas permaneçam aqui em Sorriso, e iremos lutar por isso, independentemente quem o administre”, afirmou Marilda Savi.

 

O vereador Hilton Polesello, após a fala do diretor do INDSH, disse que,  “Não podemos aceitar que o valor cobrado para se lavar a roupa do hospital seja maior que em outras unidades, já que o próprio diretor disse que o Instituto protocolou junto ao estado vários ofícios requerendo esse serviço, e até o momento não obteve nenhuma resposta, pois economizaria cerca de 100 mil reais mensais. Isso é caso de acionarmos o Ministério Público Estadual para investigar essa situação, já que estamos falando do uso de dinheiro público”, afirmou o parlamentar.

 

Diante de tantas indagações, o presidente da Casa de Leis Fábio Gavasso, concluiu dizendo que, – “novas reuniões devem ser feitas nos próximos dias para esclarecerem os fatos, e que tudo será feito para melhorar a situação do Hospital Regional de Sorriso, seja ele administrado pela própria Organização Social ou pelo Estado de Mato Grosso. O que não podemos deixar acontecer é que nossa população venha sofrer com a falta de atendimento, afinal a unidade de saúde atende 15 cidades da região”, concluiu o parlamentar. 

fonte: MTnoticias.net com assessoria

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

8 COMENTÁRIOS

  1. É muito engraçado, lembro muito bem quando o Estado gerenciava e estava um caos, os vereadores, secretários municipais de saúde receberam com “vivas” a OSS, deixaram o “barco descer o rio”, e agora o hospital está muito pior do que na época em que o Estado administra, profissionais desqualificados e descontentes com seus salários, falta medicamentos, insumos de trabalho, material de limpeza, falta funcionários, dívidas que se prolongam por meses… dentre outros. E lá vem nossos representantes de araque tentar remendar o que já não tem mais solução.

  2. oque me deixa indignado e que esse monte de coisa foi falado mas ninguem tem coragem de tomar uma atitude,so falam falam mas na horaa de agir se deixam corromper por miseros trocados.ja ouvi veredores falarem em alto e bom tom que o hospital regional esta sendo mal administrado,oque nao deixa de ser a mais pura verdade,mas ate agora nao vi nenhuma açao de sua parte que viesse resolver o problema,sera que e falta de força politica?ou falta de vontade de lutar em prol da sociedade.

  3. Sou funcionária ha 9 anos do HRS e nunca esteve tão ruim. O governo passou para essa OSS só para acabar com o hospital. Essas metas que eles tanto falam são só números, mas a qualidade do atendimento piorou muito. FORA OSS! Já passou da hora de irem embora do Mato Grosso. FORA OSS, FORA OSS, FORA OSS.

  4. Querem pegar a lavanderia pra que pra fazer igual a limpeza no tempo da luppa empresa tercerizada era tudo organizado e limpo agora nem material pra limpar o hospital ta tendo tão limpando com detergente comum daqueles que usamos em casa. de certo querem que aconteca o mesmo com as roupas.Affs vcs não tem, noção do que esta acontecendo neste recinto.

  5. Tudo conversa fiada,pra boi dormi,ninguém mais consegue fazer uma consulta,um exame ,uma cirurgias,e ai vem contar mentiras e acha que o povo acredita,vai cata coquinho.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here