Início Editorias Polícia Sorriso:(FRAUDE)Assessora teria emprestado conta para um amigo que ocupava cargo de confiança na...

Sorriso:(FRAUDE)Assessora teria emprestado conta para um amigo que ocupava cargo de confiança na Prefeitura

5
Compartilhar

O vereador  Marlon Zanella  enviou uma nota nesta manhã(11), ao MTnoticias.net,  se isentando de qualquer  envolvimento sobre  a  denúncia  feita em  um boletim de ocorrência registrado  na delegacia de Sorriso contra  a sua  assessora.

O vereador relata  que assim que  soube do caso pediu esclarecimentos e os extratos  da conta bancária utilizada na possível fraude,  que esta em nome  da sua assessora. Segundo o edil, a assessora disse que  quem estaria movimentando a conta seria  um amigo dela: “ Ficamos sabendo através de um boletim de ocorrência registrado, que existia uma acusação contra a Servidora da Câmara de Vereadores Ana Paula, logo pedi esclarecimentos e extratos de suas contas bancárias, etc. Segundo a mesma, emprestou sua conta bancária a um “amigo” para que este recebesse alguns patrocínios de eventos que realizava. Este “amigo” tinha um cargo de confiança na prefeitura na antiga gestão e trabalhava no Departamento de Tributação, e aparentemente usou a conta para fins diferentes do combinado. Me foram apresentadas provas como conversas em mídias sociais que trazem fortes indícios que a mesma  não sabia que sua conta bancária foi usada por alguém para fraudar o erário municipal”, disse  o vereador Marlon em  nota.

O vereador relata ainda que instrui  a assessora  a utilizar as  provas  que possuía sobre o seu não envolvimento  e  procurasse  o  Ministério Público: “Pedi a Servidora da Câmara que procurasse o Ministério Publico, apresentasse todos os documentos a que tive acesso e prestasse todos os esclarecimentos necessários, e assim foi e está sendo feito. Estou atento aguardando as investigações da Promotoria, que pediu sigilo, para que outras provas não se perdessem, ou culpados fizessem algo para atrapalhar as investigações.”

Marlon diz ainda que aguarda a manifestação do Ministério Público  e que os  culpados  sejam punidos: “Aguardo o anúncio do(s) nome(s) dos acusados pelo Ministério Público, e que os culpados sejam severamente punidos.”

Entenda o caso

Através  do setor de  tributação da prefeitura  de Sorriso, foi  constatado que  uma pessoa  retirou uma  nota  avulsa  de ISSQN e  sendo que ao ser  pago, a pessoa  supôs que havia quitado o  imposto junto a  prefeitura,  mas  no  mês  de outubro de 2016 ao  ir novamente na prefeitura,  percebeu que havia um débito  do imposto daquela nota.

Ciente de que havia pago, o contribuinte apresentou o comprovante, sendo  constatado que  o boleto pago por  ele havia sido fraudado. O valor pago havia sido direcionado para uma conta particular em nome da assessora do vereador.

A assessora  afirma que  sua conta estava sendo utilizado por um amigo e que ela desconhecia a fraude. Este  amigo ocupava um cargo de confiança da prefeitura.

Posicionamento do Denunciante 

O Chefe de Tributação da Prefeitura Municipal de Sorriso na época dos  fatos, Ramá Nigaro Algayer Baralla, no  que   no dia 11/10/2016 registrou um boletim de ocorrência na delegacia civil de Sorriso, atendeu a  o MTnoticias.net nesta manhã(11) e falou sobre o fato. “Assim que tivemos conhecimento do fato, denunciamos às autoridades, entregando-lhes os indícios que tínhamos levantado até então.
Fraude é crime e creio se tornar ainda mais grave quando se trata de dinheiro público.
Portanto espero que os responsáveis sejam punidos na forma da lei.” Disse  Ramá

Veja a nota do vereador Marlon Zanella  na  integra:

Há alguns dias, ficamos sabendo através de um boletim de ocorrência registrado, que existia uma acusação contra a Servidora da Câmara de Vereadores Ana Paula, logo pedi esclarecimentos e extratos de suas contas bancárias, etc.

Segundo a mesma, emprestou sua conta bancária a um “amigo” para que este recebesse alguns patrocínios de eventos que realizava. Este “amigo” tinha um cargo de confiança na prefeitura na antiga gestão e trabalhava no Departamento de Tributação, e aparentemente usou a conta para fins diferentes do combinado.

Me foram apresentadas provas como conversas em mídias sociais que trazem fortes indícios que a mesma não sabia que sua conta bancária foi usada por alguém para fraudar o erário municipal. Pedi a Servidora da Câmara que procurasse o Ministério Publico, apresentasse todos os documentos a que tive acesso e prestasse todos os esclarecimentos necessários, e assim foi e está sendo feito.

Estou atento aguardando as investigações da Promotoria, que pediu sigilo, para que outras provas não se perdessem, ou culpados fizessem algo para atrapalhar as investigações. Agora, esta notícia ganha manchete antes da finalização do trabalho da Promotoria, espero que as pessoas não tirem conclusões precipitadas sobre o caso, nem haja prejuízos as investigações.

Afirmo que em toda a minha vida sempre agi de forma honesta, não tenho qualquer ligação com esse caso, a não ser trabalhar com a Servidora Ana Paula que conheço há dois anos e até o momento, a que tenho conhecimento, sempre agiu de forma correta.

Informo que estou aguardando manifestação oficial do Ministério Publico quanto ao caso, e estarei atento para se necessário tomar outras providências, lembrando que todos têm direito à ampla defesa e contraditório.

Aguardo o anúncio do(s) nome(s) dos acusados pelo Ministério Publico, e que os culpados sejam severamente punidos. Numa matéria da imprensa foi dado ênfase à Câmara, mas aparentemente o problema estava dentro do Departamento de Tributação da gestão passada.

Agradeço a oportunidade de prestar essas informações.

Marlon Zanella

MTnoticias.net/foto reprodução assessoria

Veja também:

“FRAUDE” no setor de Tributação pode ter desviado recursos da Prefeitura Sorriso para conta de particular

Compartilhar

5 COMENTÁRIOS

  1. É ESTRANHO O FATO DE EMPRESTAR UMA CONTA PARA UM AMIGO USAR, É A COISA MAIS FÁCIL ABRIR UM CONTA, DO JEITO QUE COISA PÚBLICA ANDA NESTE PAÍS AS PESSOAS SUSPEITAM ATÉ DA SUA PRÓPRIA SOMBRA

  2. parabéns pela atitude amigo vereador, se a pessoa acima citado é inocente a justiça vai provar, se ela tem as provas que não fez nada de errado ótimo, e o amigo que estava utilizando a conta quem deve prestar esclarecimentos, tirando a responsabilidade das outras pessoas.

  3. Ué, mas o boleto de pagamento desse imposto Não é impresso LÁ no setor de tributação? Como é que não viram um boleto adulterado? Xiii…

  4. Geente aonde vamos parar, corrupção pra todo lado, não da para confiar em mais ninguém, tem apurar e quem deve lugar e na cadeia.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here