Início Cidades Mato Grosso Ubiratã: Quebra de sigilo pode esclarecer assassinato de advogado

Ubiratã: Quebra de sigilo pode esclarecer assassinato de advogado

0
Compartilhar

A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso autorizou a quebra do sigilo dos dados telefônicos das ligações realizadas ou tentadas, no período compreendido entre a 0h e 4h do dia 17 de setembro de 2008, que utilizaram as Estações de Rádio-Base (ERB). 

A estação é a transmissora das ligações nas cidades de Vera, Sorriso e Nova Ubiratã, no Norte do Estado.

A determinação atendeu a um pedido do Ministério Público Estadual (MPE), em recurso de apelação, e pode contribuir diretamente para esclarecer a morte do advogado Alexandre Marchioro da Silva.

O advogado foi assassinado no dia 17 de setembro de 2008. O corpo dele foi encontrado parcialmente carbonizado nas proximidades do trevo de acesso à cidade de Vera (458 km ao Norte de Cuiabá). O crime aconteceu a aproximadamente 15 metros do carro dele.

À época, um perito informou que havia no local rastros de outro carro, caixa de fósforo e um tambor de plástico queimado.

O conselheiro estadual da OAB de Sorriso, Silas do Nascimento Filho, lamentou a demora na solução do caso, mas disse confiar na completa elucidação do crime.

“Vamos continuar acompanhando o caso e reiterando a nossa confiança nas autoridades que investigam esse crime. Não podemos admitir que a morte do nosso colega caia no esquecimento e que o autor ou autores escapem impunes”, afirmou.

O desembargador relator da apelação, Alberto Ferreira de Souza, na decisão, ressaltou a importância da quebra do sigilo telefônico.

“Exigível (…), vez que, consoante gizado pela autoridade policial, diversas linhas investigativas já foram descartadas e, até o momento, passados quase cinco anos da prática delitógena, não se descortinou todos os autores [executores e mandantes]”, disse.

Alexandre Marchioro da Silva era assessor jurídico da Prefeitura de Nova Ubiratã (502 km ao Norte da CapitaL) e se destacou como membro da comissão responsável pela construção do Fórum e pela criação e implantação da Comarca no Município.

fonte: Midia News

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here