Vereadores não terão espaço em horário eleitoral nas eleições municipais de 2016

Vereadores não terão espaço em horário eleitoral nas eleições municipais de 2016

7

A reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional em 2015 encurtou o tempo de campanha para as eleições municipais de 2016 e adiou a escolha de partidos, alianças e candidatos. Além disso, o tempo de propaganda na TV e no rádio foi reduzido, tanto em número de dias como na duração do programa.

As datas do 1º e 2º turno continuam no mesmo padrão, e serão nos dias 2 e 30 de outubro, respectivamente. Em Mato Grosso, apenas Cuiabá tem número de eleitores suficiente para gerar um eventual 2º turno, caso o candidato mais votado não atinja a maioria absoluta dos votos válidos (ou seja, mais de 50%).

A maior mudança nas datas foi com relação ao prazo para filiação, que antes era de um ano antes das eleições, e agora é de seis meses. Com isso, os candidatos terão que estar filiados ao partido pelo qual pretendem disputar as eleições até 2 de abril.

As convenções partidárias – que definem os candidatos e as coligações – serão entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. O registro dessas candidaturas no cartório eleitoral será até o dia 15 de agosto. Antes, as convenções eram realizadas até o dia 30 de junho, e o registro tinha que ser até 5 de julho. Essas medidas adiam a definição de candidatos e alianças em mais de um mês.

Propaganda eleitoral

No dia seguinte ao fim do prazo de registro, em 16 de agosto, os candidatos poderão começar a campanha eleitoral. A propaganda em rádio e TV tem início no dia 26 de agosto, ou seja, dez dias depois do que foi nas últimas campanhas. A propaganda eleitoral, que antes tinha dois programas por dia, com duração de meia hora, de segunda a sábado, agora terá dois programas de apenas 10 minutos.

Além disso, apenas os candidatos a prefeito terão espaço na propaganda eleitoral que é exibida no horário de almoço e à noite. Ou seja, todos os programas serão apenas para promover as candidaturas de prefeito. Antes, os programas eram intercalados, sendo um dia para a disputa da prefeitura e o dia seguinte para a disputa das câmaras municipais.

Este ano, os postulantes às cadeiras de vereadores aparecerão apenas nas inserções que são veiculadas ao longo do dia, durante a programação normal das emissoras. Além disso, os candidatos a prefeitos terão direito a 60% das inserções e os candidatos a vereador ficarão com 40%.

Calendário eleitoral 2016

Compartilhar

7 COMENTÁRIOS

  1. Ola bom dia a todos,sou suplente de vereador em minha cidade, não gastei nada para conseguir tal votação, mas acredito que é preciso que as pessoas de bem se coloquem a disposição e disputem as eleições, só assim vamos mudar este quadro que ai esta. PENSEM NISTO.

  2. Pessoal não esqueçam que nos somos os verdadeiro corrupto quando não escolhemos certos nossos representantes ,devemos sim votar em pessoas do bem e que não mudaram seu jeito de ser depois que se elegeu ou irá se eleger …eu voto e recebo muito bem todos em minha casa ..pense todos deveriam fazer o mesmo ..

  3. To sem fazer nada a anos acho que vou virar político kkkk. Falando sério não deve ter horário político pra vereador, o povo tem que conhecer o cara não pela tv.
    Injustiça é coligações partidárias, tempos divertes para candidatos, ex eleições presidenciais do ano passando.

  4. JÁ TO COM NOJO DE OUVIR DE POLÍTICA NESSE PAIS, CIDADE ETC, NUM PAIS QUE EXISTEM MUITOS CORRUPTOS, COMEÇANDO PELO BRASILEIRO QUE BUSCA SE ELEGER TUDO PARA FINS DE CRESCIMENTO PRÓPRIO NAS CUSTA DO DINHEIRO PUBLICO NOSSO, DAI DEPOIS QUE ARROMBAM, NOS TEMOS QUE PAGAR, COBRIR O FURO AINDA MAIS ATRAVÉS DE IMPOSTOS ALTOS.”POLÍTICA E POLÍTICOS” BRASILEIROS NUNCA IRA MUDAR.

  5. bem que poderia ficar sem a propaganda dos prefeitos também, afinal é só lorotas. Prometem mundos e fundos e no dia seguinte a eleição o povo que se dane.

Deixe um Comentário