Início Cidades Viaduto da Copa em Cuiabá será liberado nesta quinta, diz governador

Viaduto da Copa em Cuiabá será liberado nesta quinta, diz governador

0
Compartilhar

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, anunciou para esta quinta-feira (20) a liberação ao tráfego do Viaduto Jamil Boutros Nadaf, conhecido como Viaduto da Sefaz, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), em Cuiabá. Obra integrante do conjunto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e anteriormente prometida para a Copa do Mundo de 2014, o elevado quase foi entregue em definitivo à população  em julho, o que não ocorreu devido à necessidade de reparos.

Segundo anunciou o governador ao fim de uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, o viaduto teve os serviços de reparo 100% concluídos e já estará disponível para uso pelos motoristas nesta quinta-feira. Não será realizada qualquer sonelidade ou ato de liberação, adiantou o governador. “Vai ser liberado e eu não vou fazer inauguração porque eu entendo que a maior inauguração é que ele possa funcionar com segurança”, declarou Taques.

O viaduto, de 278 metros de extensão, custou cerca de R$ 7,4 milhões (valor incluso no total de R$ 1,477 bilhão da licitação do VLT) e chegou a ser inaugurado em fevereiro de 2014. Contudo, o viaduto teve o tráfego interrompido em agosto do mesmo ano após o Consórcio VLT – que reúne as empresas responsáveis pela implantação do modal de transporte – constatar problemas estruturais.

Em fevereiro de 2015 as obras de reforço do viaduto foram iniciadas sem custo para o estado. Quando o estado estava prestes a devolver a estrutura para uso no trânsito da cidade, no final de julho, outras falhas foram detectadas na obra e a entrega definitiva à população teve de ser postergada.

À época a Secretaria de estado de Cidades (Secid) alegou que não receberia obra com falhas para que não tivesse de arcar posteriormente com os custos para corrigi-la. O mesmo procedimento, assegurou a secretaria, seria adotado com todas as demais obras pendentes da Copa do Mundo de 2014.

As opiniões postadas nos comentários não representam a opinião do site. Comentários ofensivos poderão ser excluídos ou moderados.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here