Início Cidades Brasil Vídeo registra momento em que avião “cai de bico” e entra no...

Vídeo registra momento em que avião “cai de bico” e entra no solo no PR

0
Compartilhar

Um vídeo flagra o momento exato em que um avião cai na 19ª Feira Internacional De Aviação, em Maringá, no norte do Paraná. O acidente aconteceu por volta das 17h deste sábado (24). O piloto Luiz Carlos Basson Dell’Aglio morreu na hora.

O acidente aconteceu enquanto o piloto fazia um show de acrobacias. Segundo o sargento do Corpo de Bombeiros Roni Carlos Costa, o avião “caiu de bico” e entrou completamente no solo, onde ficou cravado.

Testemunhas relatam que o avião começou a fazer um movimento “de parafuso” no ar antes de cair e que a queda aconteceu cerca de cinco minutos depois da decolagem.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou que vai investigar o acidente.

O acidente aconteceu no bairro Parque Industrial Bandeirantes, próximo ao aeroporto de Maringá, onde a feira é realizada.

Luiz Carlos tinha 62 anos e era de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. A informação da morte do piloto foi confirmada pela assessoria de imprensa da feira, que enviou, em nota, um breve currículo do piloto. Veja abaixo:

“Piloto Agrícola com mais de 19.000 horas de voo, Luiz Carlos Basson Dell”Aglio é considerado um dos grandes nomes no segmento, tendo atuado durante 11 anos como Coordenador Geral e Instrutor do CAVAG – Curso de Piloto Agrícola na cidade de Ponta Grossa, Paraná, onde reside e administra a sua empresa AGROVEL – Agro Aérea Vila Velha Ltda. Atualmente voando agrícola no Estado de SC em regiões de Bananais e Arroz

Na acrobacia, seu esporte predileto, possui mais de 1600 horas de voo de alta performance, sendo o atual Presidente da CBA – COMITÊ BRASILEIRO DE ACROBACIA E COMPETIÇÕES AÉREAS.

Dell”Aglio iniciou na acrobacia pilotando um Decathlon, na Categoria Esporte, onde chegou ao terceiro lugar no ranking nacional. No ano de 1998, com a compra do Extra 230 matriculado PT-ZUN, com aproximadamente 700 horas, entrou para a Categoria Intermediária, com ótimo desempenho. No ano seguinte, já estava competindo na Categoria Avançada, onde vem disputando os torneios de acrobacia de nível nacional, também com excelentes resultados”.

G1

Compartilhar